Gestão

TOP 4 indicadores de desempenho logístico que você precisa conhecer

TOP 4 indicadores de desempenho logístico que você precisa conhecer
Movisat
Escrito por Movisat

Os indicadores de desempenho logistico, também conhecidos como KPIs (Key Performance Indicators), são métricas utilizadas para mensurar periodicamente o desempenho dos processos de um negócio — identificando áreas que demandam melhorias.

São ferramentas valiosas para companhias de logística, já que operam em questões importantes, como prazos de entrega, manutenção do estoque e aspectos gerais relacionados às demandas. A seguir, você conhecerá mais sobre alguns deles. Confira!

1. Acuracidade de inventário

Também conhecido como acuracidade do estoque, esse indicador se relaciona à organização geral do inventário da organização. Assim, quanto maior for o percentual desse KPI, maior é a coerência entre as informações obtidas sobre o estoque físico da companhia e os dados contábeis contidos no sistema.

Para elaborar corretamente esse indicador, é preciso avaliar a disponibilidade geral no estoque. A partir daí, é possível identificar falhas e deficiências nos processos, como extravios, avarias e obsolescências em geral.

Acompanhar esses dados é essencial para que o gestor possa organizar devidamente o estoque, tomando as ações necessárias para sanar problemas. Além disso, essas informações podem ser utilizadas para diversos fins, como a disponibilidade desejada pelo setor de vendas e análise das saídas —, auxiliando as aquisições do setor de compras.

Como impactam diretamente em decisões fundamentais para a empresa, os gestores devem buscar sempre um percentual elevado de acuracidade.

2. Nível médio de estoque

O nível médio, outro indicador relacionado ao estoque, possibilita o acompanhamento de quantidades médias disponíveis de cada item, com o objetivo de evitar excessos e faltas de produtos requisitados para venda.

Para chegar a um número adequado, é necessário observar atentamente a demanda, além de analisar o prazo médio de prestação de serviço dos fornecedores, o índice de produtividade dos colaboradores e a disponibilidade dos produtos.

O monitoramento constante dessa informação é essencial, até para que a composição geral do estoque esteja de acordo com as demandas do negócio. É importante notar que manter quantidades excedentes eleva os custos operacionais, além dos riscos associados a avarias diversas.

Nesse sentido, acompanhar o estoque para garantir sempre um nível balanceado de presença de vários produtos garante que não haja escassez ou perdas em suas vendas.

3. Nível de serviço de entregas

O nível de serviço de entregas é um valioso indicador que auxilia na identificação do percentual de entregas realizadas dentro do prazo determinado (levando em conta o total de envios realizados dentro do mesmo período).

Caso o número obtido seja um valor muito reduzido e aquém do ideal, é provável que existam problemas com a gestão direta do transporte, uma questão que pode envolver o planejamento de rotas e a um mau serviço fornecido pelos transportadores terceirizados.

Desse modo, a contratação de um bom serviço de rastreamento das cargas transportadas é uma ótima medida para manter a agilidade das entregas.

4. Lead time do pedido

Esse indicador está relacionado ao acompanhamento do tempo necessário para que a demanda de um determinado cliente seja concluída — desde o momento da solicitação do produto até a sua entrega. Por conta dessa abrangência, o KPI também engloba etapas internas, e não somente os prazos de transporte.

Assim, o lead time do pedido ajuda a identificar falhas internas que ocasionam deficiências nos procedimentos de transporte. O problema pode estar, por exemplo, na separação do pedido, que adia a entrega e gera insatisfação na relação com os transportadores e, principalmente, com o cliente.

Um dashboard gerencial gera informações instantâneas para auxiliar o processo de tomada de decisões, além de operar diretamente na redução de custos e aumento da produtividade.

Como foi possível perceber no post, todos esses indicadores são ferramentas poderosas para gerenciar o desempenho logístico geral do seu negócio.

Felizmente, a tecnologia,aliada às avaliações geradas pelos indicadores de desempenho logístico, pode ajudar a agregar valor para a empresa ao modernizar os processos. É possível, por exemplo, contar com um sistema que monitora a entrada e saída de veículos da frota, garantindo um nível maior de controle ao gestor.

Aproveite a visita e leia também sobre como a produção de relatórios gerenciais pode beneficiar a sua empresa!

Sobre o autor

Movisat

Movisat

Somos uma empresa de Rastreamento Veicular, especializada em Gestão de Frotas e Equipes. Nosso sistema auxilia na automatização de rotinas e processos, otimizando tomadas de decisões dos gestores através de dados precisos sem erro humano.

Deixar comentário.

Share This