Gestão

Advertência disciplinar em motorista: como e porque fazer?

advertência disciplinar em motorista
Escrito por RockContent

Você já precisou aplicar uma advertência disciplinar em um motorista da sua empresa? Muitos empresários adotam essa alternativa para mostrarem que algo foi feito de errado e que é preciso manter a disciplina. Isso pode acontecer por vários motivos, como atrasos nas entregas, saída das rotas para resolver assuntos pessoais e outros motivos.

A questão é: será que todas essas situações levam à advertência disciplinar? Como essa medida deve ser aplicada? Entenda melhor neste artigo.

O que é a advertência disciplinar?

A advertência é um recurso usado para os funcionários que não seguem as regras da empresa. Portanto, serve para indicar que o comportamento foi errado e que, em caso de reincidência, a punição poderá ser maior, inclusive, a demissão.

É o caso de um motorista sair do trajeto durante as entregas, mesmo que isso seja proibido. Portanto, se ele não comunicou ou não teve autorização para isso, os dados do rastreador veicular podem ser usados para comprovar a ação errada e aplicar a advertência.

Apesar disso, uma decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST) determinou que motoristas não podem ser demitidos devido a violações ao Código de Trânsito Brasileiro. Por exemplo, se ele bater o caminhão, pode passar por uma reciclagem, mas não ser punido.

Como aplicar uma advertência disciplinar em motorista?

A advertência pode ser aplicada de diferentes maneiras. A legislação determina que sejam seguidas algumas diretrizes, que variam de acordo com a gravidade do erro cometido. Assim, um motorista que brigou no ambiente de trabalho ou saiu do trajeto uma vez, receberá um aviso verbal. Se ocorrerem outras vezes, pode chegar à suspensão.

Por outro lado, se ele cometeu roubo de gasolina, pode ser demitido imediatamente. Por isso, cada situação precisa ser analisada separadamente. De toda forma, os principais tipos de advertência são:

  • Advertência verbal: deve ser feita longe de outros funcionários. Caso contrário, pode gerar uma indenização por danos morais. Também deve ser apontada a falha cometida e as próximas consequências, se o motorista continuar a praticar o erro;
  • Advertência por escrito: é feita em um documento de duas vias e entregue ao empregado. No texto, deve estar escrita a descrição do ato, de acordo com a legislação trabalhista e o regime da empresa. Se já houve um aviso verbal, deve estar especificado. O arquivo deve ser assinado pelo empregado, pelo empregador e por duas testemunhas, além de ser registrada no histórico;
  • Suspensão: é aplicada quando a falha continua sendo praticada de forma insistente. É um dos principais níveis de advertência disciplinar em motorista e pode durar até 30 dias;
  • Demissão por justa causa: é a última decisão, quando nenhuma das outras ações obtiveram êxito.

Além disso, é importante conhecer os principais atos que levam à advertência disciplinar para motoristas. Entre elas estão:

  • Atos de desídia: ocorre quando o funcionário tem preguiça, relaxo ou desleixo ao exercer sua função. Por exemplo, quando faz uma entrega e é mal-educado com o cliente ou quando o motorista leva multas constantes. Nesse último caso, pode gerar demissão por justa causa;
  • Insubordinação e indisciplina do trabalhador: acontece quando o empregado tem uma postura inaceitável, como quando briga com colegas ou deixa de cumprir alguma ordem;
  • Embriaguez habitual no serviço: é um problema grave, porque motoristas não podem ingerir bebidas alcoólicas. Se ocorrer durante uma viagem, por exemplo, é uma falta grave;
  • Atestados médicos falsos, furtos e violações de regras morais: consistem em diferentes tipos e níveis de problemas, como adulteração de documentos, vazamento de informações confidenciais e faltas.

As advertências disciplinares em motoristas protegem a empresa de problemas maiores. Como os erros ficam armazenados no histórico do funcionário, a companhia consegue comprová-los e permanecer resguardada em caso de um futuro processo judicial. Portanto, é importante aplicá-las da maneira correta.

Com essas informações, você já sabe aplicar advertências disciplinares em motorista, certo? É claro que as diferentes situações exigem análise. Ainda assim, esse é um instrumento importante para disciplinar os funcionários.

E você, já teve que usar desse recurso ou ainda tem alguma dúvida? Deixe seu comentário!

Sobre o autor

RockContent

Deixar comentário.

Share This