Confira 4 dicas para evitar a ociosidade de frota

4 minutos para ler

Uma gestão logística eficiente também deve considerar a ociosidade de frota como um indicador de desempenho em suas operações. Afinal, veículos parados no pátio por muito tempo ou seguindo viagem vazios podem ser um sinônimo de ineficiência e até prejuízos financeiros para o negócio. 

Mas o que causa essa ociosidade de frota e como evitá-la — ou, pelo menos, reduzi-la —no dia a dia de suas operações? Pensando em esclarecer e trazer dicas úteis sobre o assunto, preparamos um post com algumas boas práticas e estratégicas indispensáveis para a sua gestão. Sendo assim, continue a leitura e tome nota! Vamos lá! 

Afinal, quais são os motivos da ociosidade de frota? 

Há inúmeras causas para a ociosidade de frota em uma empresa, desde questões mercadológicas, como quedas de pedidos, perdas de clientes ou fatores externos, até a simples falta de planejamento logístico. Nesse último caso, a ineficiência na hora de criar rotas, organizar pedidos e até de rastrear suas entregas podem ser a principal origem do problema e, sinceramente, nem sempre muito complicada de resolver. 

Afinal, hoje, há ferramentas e sistemas avançados que possibilitam otimizar essa gestão e melhorar o aproveitamento de suas frotas, reduzindo a ociosidade e aumentando os resultados no dia a dia. 

Como evitar a ociosidade de frota na prática? 

A seguir, destacamos algumas práticas e estratégias úteis, que podem ser aplicadas em suas operações, a fim de evitar ou minimizar a ociosidade de frota em seu negócio. Confira! 

1. Entenda a origem do problema 

O primeiro passo para evitar a ociosidade de frota é detectar a sua causa! Para isso, indica-se trabalhar com KPIs específicos, que possibilitem mensurar as origens do problema em suas operações. Por exemplo, busque formas de calcular o percentual de aproveitamento dos veículos em suas entregas, o tempo que cada carro permanece sem uso no pátio, o custo que cada um parado tem causado ao negócio, entre outros fatores. 

2. Defina rotas estrategicamente 

A roteirização é fator essencial dentro da gestão de frotas. Além de reduzir o nível de ociosidade dos veículos, a tendência é de melhorar também o desempenho e aproveitamento de suas entregas, evitando viagens vazias e aumentando as possibilidades de fretes de retorno. Para isso, indica-se trabalhar com sistemas automatizados e práticos, que possibilitem mensurar históricos, dados e informações úteis de cada operação. 

3. Leve em consideração as condições do veículo 

Como anda a manutenção de seus veículos? Uma gestão de frotas eficiente precisa levar em consideração os custos que esses veículos causam ao negócio. Afinal, carros com manutenções frequentes, e já com tempo de uso muito elevado, tendem a gastar mais. Aliás, esses fatores, somados à ociosidade de frota, podem acarretar ainda mais a necessidade de reparos e consertos. Portanto, como dica, renove sua frota sempre que possível e acompanhe todas as manutenções realizadas. 

4. Evite veículos parados com ignição ligada

Um outro fator que pode ser considerado como ociosidade, mesmo em operações com cargas completas, é deixar os veículos ligados, porém muito tempo parados. Afinal, isso consome combustível, aumenta prazos e, consequentemente, reflete em mais gastos.

Por isso, muito mais do que evitar ou desligar os veículos, busque mensurar o peso desses gastos na operação com ferramentas de gestão e, principalmente, procure alternativas e estratégias que minimizem esses tempos de espera.

Em resumo, essas são algumas dicas de como evitar a ociosidade de frota em sua empresa. Vale destacar que, além de um bom planejamento logístico, sua gestão precisa trabalhar com ferramentas propícias e específicas para isso, que possibilitem controlar custos, organizar melhor as entregas e acompanhar indicadores de desempenho. 

Gostou das sugestões? Então, aproveite para compartilhar o post em suas redes sociais e marcar amigos e profissionais de logística. Até a próxima! 

Posts relacionados

Deixe um comentário