Transporte de alimentos perecíveis: veja as melhores práticas!

Conheça as melhores práticas para adotar no transporte de alimentos perecíveis!

4 minutos para ler

O transporte de alimentos perecíveis requer atenção e determinados cuidados com os processos logísticos, desde a armazenagem, até a distribuição e manuseio dos produtos. 

Por esse motivo, em geral, esse tipo de atividade demanda uma especialização profissional, além de infraestrutura adequada e, principalmente, tecnologias de ponta para a otimização da logística. 

Pensando nisso, preparamos este post com algumas práticas indispensáveis no transporte de alimentos perecíveis. Continue a leitura e confira!

Por que adotar boas práticas no transporte de alimentos perecíveis? 

Na prática, o transporte de alimentos perecíveis se diferencia em muitos aspectos de outros produtos, tanto pelas necessidades intrínsecas desses materiais, como por obrigações legais impostas pelos órgãos fiscalizadores. 

Sendo assim, podemos destacar alguns dos principais motivos de se preocupar com as boas práticas na logística de perecíveis. São eles: 

  • redução de desperdícios; 
  • diminuição dos custos; 
  • manutenção da qualidade; 
  • cumprimento de leis e normas; 
  • compromisso com a saúde e o bem-estar do consumidor; 
  • redução de contaminações e de perdas dos produtos. 

Quais são as principais práticas necessárias para o transporte desses alimentos? 

São muitas as recomendações e necessidades para o transporte de alimentos perecíveis. Porém, destacaremos, a seguir, as principais delas. Confira! 

Verificação de etiquetas 

As etiquetas, especialmente com códigos de barras ou RFID, têm sido ferramentas essenciais no transporte e armazenamento de alimentos perecíveis, justamente pela capacidade de controlar dados importantes dos produtos, como datas de validade, número de lote, tipo de material etc. 

Com isso, otimizar esse processo e conseguir monitorar os produtos com base nessas informações é fator crucial para a logística de perecíveis. 

Controle de temperaturas 

Outra boa prática no transporte de alimentos perecíveis é o controle de temperaturas, especialmente nos veículos e no manuseio. 

Por isso, recomenda-se que esse tipo de logística seja realizada por transportadoras especializadas e que trabalhem com veículos devidamente equipados, com câmaras frigoríficas, controles de temperatura e acessórios para a manipulação segura dos produtos. 

Manuseio e manipulação 

Aproveitando o gancho anterior, o transporte de alimentos perecíveis também requer boas práticas no manuseio dos produtos, e isso engloba, por exemplo, a capacitação profissional das equipes, além de equipamentos adequados, embalagens propícias e, até mesmo, métodos corretos de empilhamento. 

Isso visa evitar contaminações, perdas e desperdícios ao longo do transporte. 

Rastreamento de cargas 

Por fim, o advento de novas tecnologias agregadas à logística também permite um controle maior do transporte de alimentos perecíveis. 

Exemplo disso são os sistemas de rastreamento de cargas em tempo real, que aumentam a segurança das entregas, mas que também permitem otimizar as operações com previsões mais exatas, monitoramento de rotas, comunicação mais dinâmica com os motoristas e controles mais apurados de cada demanda. 

Essas são algumas dicas e informações essenciais sobre as melhores práticas a serem adotadas no transporte de alimentos perecíveis. Elas servem não somente para garantir mais segurança e qualidade em suas entregas, como também para otimizar suas operações com menos riscos e custos. 

Quer implementar essas dicas em sua logística de perecíveis? Então, converse com um de nossos especialistas e conheça as soluções tecnológicas que a Movisat desenvolve!

Posts relacionados

Deixe um comentário