Gestão

Mobilidade nas cidades inteligentes: saiba o que é e qual seu futuro

mobilidade nas cidades inteligentes
Movisat
Escrito por Movisat

Um espaço idealizado para as pessoas, não para os veículos. Esta é uma maneira de entender, na prática, como se aplica o conceito de mobilidade nas cidades inteligentes — o qual já orienta o planejamento urbano em prol do desenvolvimento sustentável em importantes centros mundo afora. Para tal, a tecnologia é usada como parte do meio ambiente, promovendo conectividade e integração entre os cidadãos.

Para saber o que o futuro próximo reserva e como isto vai impactar em seu dia a dia (e na rotina de todos), acompanhe este post.

Qual é o objetivo da ideia de cidade inteligente?

A Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) é a base para construir um ambiente com infraestrutura e serviços mais eficientes — objetivo central de uma cidade inteligente.

Por exemplo: a partir de dados gerados pelo uso de objetos conectados entre si, pode-se prover o serviço de transporte sob demanda. Assim, moradores de diferentes regiões, idades e condições têm o mesmo acesso ao potencial da cidade.

Quais componentes fazem parte deste ideal?

Grandes temas compõe o cenário para um futuro mais sustentável. São eles:

  • meio ambiente: é preciso deter as mudanças climáticas. Em uma cidade inteligente, busca-se um transporte que acabe com congestionamentos e emissões de gases do efeito estufa, freando o aquecimento global;
  • administração pública: deve incentivar as fontes renováveis de energia e priorizar o uso da tecnologia integrada à infraestrutura urbana para melhorar os serviços;
  • economia: mais eficiente, a cidade se torna atrativa para receber recursos e investimentos por parte de empresas de diversos segmentos, de logística a turismo, beneficiando a economia local;
  • sociedade: a cidadania pode ser construída na palma da mão por meio do envio de informações sobre a existência de buracos, falta de limpeza das vias e muitos outros dados ao poder público;
  • qualidade de vida: ganha-se tempo para desfrutar do que é importante. Assim, o estresse, a ansiedade e outros males tendem a diminuir. Além disso, em vias inclusivas, conectadas e acessíveis, o risco de acidentes com pedestres e ciclistas é reduzido;
  • mobilidade: ainda que os serviços de transporte sob demanda venham aumentando, estes se baseiam em automóveis individuais, isto é, não focam no benefício da coletividade.

É por isso que, para alterar o contexto de mobilidade, deve-se fazer a gestão precisa da oferta e procura de transportes.

Quais são as projeções para a mobilidade nas cidades inteligentes?

Os dados gerados pelos smartphones, dispositivos e sensores, por meio da Internet das Coisas (também conhecida como IoT, sigla para o termo em inglês, Internet of Things), são essenciais para que a mobilidade se efetive.

Veja quatro exemplos de soluções sustentáveis para a mobilidade nas cidades inteligentes:

1. Veículos compartilhados

Estima-se que minivans e micro-ônibus passem a atender o serviço de transporte sob demanda, reduzindo os engarrafamentos e as emissões de combustíveis fósseis.

2. Carros autônomos

Veículos autônomos são uma importante medida para reduzir acidentes, cuja maior parte, cerca de 90%, é provocada por erro humano, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

3. Gestão de frotas

Graças à IoT, cada vez mais os objetos (inclusive os veículos) estão conectados  e são capazes de trocar dados de maneira autônoma.

A análise e o cruzamento em tempo real de informações sobre o trânsito é uma realidade em sistemas de gestão de frotas de excelência, permitindo que seus líderes tomem decisões estratégicas sobre as melhores rotas. Ao mesmo tempo, permitem que os empresários acompanhem o trajeto realizado por sua frota.

O resultado é sentido na economia de combustível, de horas de trabalho e de quilometragens rodadas, reduzindo os custos nas operações logísticas e aumentando a produtividade.

4. Vias dinâmicas

A dinâmica das vias se adapta às condições do momento, alterando o funcionamento de semáforos, limites de velocidade e muito mais em função de eventos como chuvas e quedas de árvore.

Novamente, quando a eficiência se sobrepõe à burocracia, há impacto direto no aumento da segurança por conta do menor tempo de exposição nas vias.

A mobilidade nas cidades inteligentes cria lugares melhores para viver e trabalhar, deixando-os mais competitivos na atração de investimentos. Se você achou este conteúdo interessante e quer continuar por dentro das medidas que revolucionarão a maneira como nos relacionamos com o meio ambiente, assine nossa newsletter!

Sobre o autor

Movisat

Movisat

Somos uma empresa de Rastreamento Veicular, especializada em Gestão de Frotas e Equipes. Nosso sistema auxilia na automatização de rotinas e processos, otimizando tomadas de decisões dos gestores através de dados precisos sem erro humano.

Deixar comentário.

Share This